Blog UNO Studio Digital

No Blog da UNO Studio Digital você encontra informações sobre criação de sites e loja virtual, marketing digital e projetos de SEO para tornar o site da sua empresa mais atrativo e rentável.

Criação de Loja Virtual: 10 passos essenciais

05 de fevereiro de 2021

O fator pandemia alterou a forma com que muitos negócios lidam com as vendas, e isso fez com que muitas empresas investissem na criação de loja virtual ao mesmo tempo em que boa parcela do consumo migrou do consumo offline para o online.

Dados divulgados pela Nuvemshop através do relatório NuvemCommerce 2021 mostram o crescimento do comércio eletrônico em 2020 no Brasil e no mundo, muito alavancado pelo isolamento social e as restrições de circulação.

Somente no primeiro semestre de 2020, o e-commerce no Brasil teve um
aumento de 47% em seu faturamento, conforme informações da Ebit|Nielsen.

NuvemCommerce 2021: relatório com dados sobre o e-commerce

Esses números deixam claro o interesse de muitas empresas e empreendedores em investir na criação de loja virtual. Ainda que o investimento inicial seja relativamente baixo, é preciso ter planejamento e estratégia para se destacar no meio de tanta concorrência.

Quer saber como ter sucesso no comércio eletrônico? Então veja abaixo 10 passos essenciais para você se destacar frente a concorrência.

1 – Criação de loja virtual: nichos de mercado

Para obter sucesso com a criação de loja virtual é necessário pesquisar e investir em um nicho de mercado. O sucesso dos grande marketplaces se dá devido a enorme variedade de produtos e vendedores que operam nessas plataformas, isso gera muita competitividade por preço e reduz as margens de lucro.

Tendo isso em mente, fica evidente que o empreendedor que está começando terá dificuldades em competir por preço se estiver atirando para todos os lados, estar focado em um nicho, encontrar fornecedores, negociar preços e prazos é fundamental para iniciar as atividades.

Tornar-se referência em um determinado nicho e posteriormente investir em produtos relacionados pode ser uma boa estratégia de crescimento a longo prazo. Mas como encontrar o melhor nicho?

A dica de ouro é: procure por produtos nos grandes marketplaces, não encontrá-los ou encontrar poucos vendedores comercializando esse produto pode indicar uma oportunidade de negócio.

2 – Planejamento financeiro é essencial

Não é por ser online que sua loja não precisa de um planejamento offline. Ter bons fornecedores – seja de produtos acabados para revenda ou de matéria-prima – é fundamental para que sua loja virtual prospere.

É preciso definir de maneira clara como será seu processo de compra e venda, quais serão os prazos de pagamento, os custos operacionais, tanto da plataforma, desenvolvimento, manutenção, estocagem, funcionário e todos os outros custos atrelados a operação da sua loja virtual.

Uma dica que pode te ajudar nesse processo, é montar uma planilha com todos os custos mensais, trimestrais, semestrais e anuais, bem como os objetivos para esses períodos. Assim você saberá de forma clara o quanto precisa vender em cada período para obter lucro.

3 – Organize a operação da sua Loja Virtual

Organizar a operação da sua loja virtual é fundamental para que os custos preestabelecidos no item anterior sejam de fato cumpridos e você não tenha surpresas indesejadas.

Você precisa planejar como será o dia a dia da sua operação, sistema para emissão de notas fiscais dos produtos vendidos, definir quais serão os meios de pagamentos utilizados, transportadoras que farão as coletas e entregas nos mercados atendidos e prazos de envio.

Caso você inicie a operação com funcionários, é necessário definir e organizar quem será responsável por cada setor, como organização do estoque, atendimento ao cliente e separação e envio das encomendas.

4 – Conhecimento é fundamental

Para quem não é do ramo comercial, investir na criação de loja virtual vai além investir nos itens anteriores, é preciso entender os processos que estão relacionados a fornecedores, estocagem de produtos, promoção de vendas e envio de produtos.

Fazer cursos e treinamentos – muitos deles encontrados de forma gratuita na internet – é uma boa maneira adquirir tais conhecimentos.

Já para empreendedores que estão familiarizados com o varejo, é preciso transportar todos esse conhecimento acumulado também para o mundo online. É necessário entender que a loja virtual é apenas um meio (ferramenta) para se alcançar um fim (objetivo, lucro, sucesso).

5 – Criar uma loja virtual ou operar em marketplaces?

Essa é uma decisão de suma importando para quem deseja investir na criação de loja virtual. Você precisará decidir seu modelo de vendas, para deixar esse aspecto mais claro, vamos discorrer melhor sobre.

Criação de Loja Virtual própria

A criação de loja virtual própria significa que você terá seu endereço na web, irá gerar seu conteúdo e gerir todos os aspectos online da sua loja virtual.

Para isso, você terá que pesquisar as plataformas disponíveis e escolher aquela que melhor atende suas necessidades, tanto no quesito capacidade de investimento, quanto nos detalhes técnicos que precisam estar alinhados com toda a sua operação.

Tendo uma loja virtual própria, você terá que investir na atração e retenção de clientes, investir em layout, integração com meios de pagamentos e estruturas de entrega. Mas isso irá fortalecer a sua marca e criar uma relação mais próxima com o seu público, além disso, você não terá custos extras de comissão por venda, o que pode tornar o preço do seu produto mais competitivo..

Operação em Marketplace

Operar dentro de um marketplace é relativamente simples e rápido, basta fazer um cadastro, enviar documentos, assinar digitalmente contratos e em questão de poucos dias você já está vendendo dentro dos maiores canais de vendas do país.

Nesses canais, você encontra basicamente tudo pronto, o layout, o sistema de pagamentos, a estrutura logística, as promoções e até o fluxo de clientes (que costuma ser bem alto).

No entanto, dentro da estrutura dos marketplces você irá competir com outros milhares de vendedores, além disso, é preciso pagar comissão sobre cada venda, que podem variar entre 10% a 20% do valor do produto.

Qual a melhor solução?

Na hora de decidir entre os dois modelos de negócios, você precisa considerar todos os custos de operação e relacionar com sua margem financeira.

Mas nada impede que você faça o teste com ambos os modelos e/ou opere em todos esses canais, você pode obter margens maiores com fluxo de vendas menor dentro do seu site, e operar com margens menores e maior fluxo de vendas dentro dos marketplaces, com isso ganhar escala e aumento do fluxo financeiro.

criação de loja virtual uno studio digital

6 – Criação de Loja Virtual: cadastramento de produtos

Seja na sua loja virtual ou em marketplaces, o cadastramento de produtos é um ponto que você precisa dedicar tempo, por isso invista tempo na produção e preparação de imagens de qualidade, informe detalhadamente as descrições e o conteúdo dos produtos que você está vendendo.

Quando o consumidor fica com dúvidas em relação ao produto, seja em relação a tamanho, cor ou qualquer outro atributo, a probabilidade dele desistir ou comprar o mesmo produto de outro vendedor que investiu mais tempo em uma descrição detalhada, é muito alta.

Além disso, se você investiu na criação de loja virtual própria, é fundamental que você entenda de SEO e cadastre adequadamente os dados do produto para que o mesmo seja indexado pelos buscadores e tenha um bom posicionamento na pesquisa.

O tráfego orgânico é a forma que irá gerar conversões mais facilmente se comparado ao tráfego pago, pois quando o seu cliente está buscando por um produto específico, ele já tem a decisão tomada sobre a compra, ele só precisa ser convencido de comprar com você.

7 – Invista em canais de atendimento

A comunicação é a base do bom relacionamento entre empresas e público consumidor, e com a grande quantidade de lojas virtuais existentes, é fundamental que você invista no relacionamento entre sua marca e seu público.

Um simples formulário de contato em que o seu cliente pode entrar para tirar dúvidas e aguardar uma resposta não é mais satisfatório. Ele deve sim existir, mas você precisa disponibilizar uma forma de atendimento ágil, para que o seu cliente possa esclarecer as dúvidas antes mesmo de fechar a sua loja virtual.

Se você investiu na criação de loja virtual própria, é imprescindível que a plataforma ofereça maneiras de adicionar canais de atendimento como botões do WhatsApp, JivoChat, Zendesk e outras formas de atendimento.

Caso você esteja operando nos marketplaces, você precisa observar com frequência os sistemas de atendimento ao consumidor, para sanar qualquer dúvida no pré compra, ou prestar atendimento adequado no pós vendas.

8 – Invista na sua presença digital e saiba mensurá-la

Criar uma loja virtual e iniciar a operação da mesma é só a ponta do iceberg que envolve todo o negócio. Para que a mesma tenha tráfego constante e gere quantidade de vendas que cubram os custos de operação você deve investir em estratégias de marketing digital e de conteúdo, você deve investir na sua presença digital.

Como já mencionamos anteriormente, você deve cadastrar seus produtos com conteúdo relevante, observando as recomendações e otimizações de SEO e otimizando cada página para que ela seja a mais relevante possível aos potenciais clientes e aos motores de busca.

Se você investiu na criação de loja virtual, utilize do blog da sua loja virtual e faça associação dos seus produtos com conteúdos publicados no blog, isso cria relação entre conteúdos e aumentam as possibilidades de atração de clientes.

Descubra e invista nas redes sociais em que seu público alvo está, pois elas podem ser uma boa fonte de tráfego e um canal de vendas, muitos empreendedores estão tendo sucesso notável através de redes como Instagram e Pinterest. Descobrir onde seu público está e interagir com ele é crucial para o crescimento da sua loja virtual.

E-mail marketing é uma excelente maneira de criar relação com seus potenciais clientes, bem como, é um ótimo canal para você cuidar do pós vendas. Mas vale lembrar, construa sua lista de e-mails de forma orgânica e esqueça as soluções mágicas como compra de lista de e-mails, e além disso, cuidado com excesso, ninguém gosta de uma caixa de e-mails lotada.

Além disso, uma ótima maneira de gerar tráfego e conversão de forma rápida é investir em anúncios pagos, seja por meio do Google através de campanhas de anúncios ou por meio de anúncios no Shopping, seja através das redes sociais, isso se você optou pela criação de loja virtual. Se você está operando nos marketplaces, o ideal é investir nas campanhas desses players.

Outras ferramentas Google que são fundamentais para você mensurar o desempenho são o Google Search Console e o Google Analytics.

Por meio dessa primeira ferramenta, você consegue entender quais são os termos de pesquisa para quais a sua loja mais aparece nas pesquisas, e com isso, você tem uma poderosa ferramenta que direcionará a criação de conteúdo.

Já através do Google Analytics, você terá informações como o número de visitantes do seu site, dados de localização dos visitantes, dados socioeconômicos e até mesmo, fazer a relação entre número de visitantes x acessos aos produtos x adição ao carrinho de compras x vendas efetivadas.

E por falar em carrinho de compras…

9 – Tenha formas de recuperar carrinhos abandonados

Quem trabalha com e-commerce a algum tempo sabe que um dos maiores problemas está justamente no abandono de carrinho de compras.

Você investiu na criação de loja virtual, o cliente acessa o seu e-commerce, visita o produto, adiciona ao carrinho, mas não conclui a venda. Para contornar esse desafio existem inúmeras ferramentas que podem incentivar o seu cliente a concluir o processo de compra.

Tais ferramentas podem ser a abertura de um popup com um cupom de desconto antes que o cliente fecha a aba do seu site, ou até mesmo o envio de um e-mail com os produtos que ele havia adicionado ao carrinho, e para aumentar ainda mas as chances de conclusão, um desconto extra pode ser o grande diferencial.

10 – A experiência é fator primordial

Cada vez mais vemos que as pessoas não estão comprando apenas produtos, elas estão comprando experiências.

Por isso, é fundamental que a sua empresa ofereça uma experiência de compra superior aos seus concorrentes. Sua loja virtual precisa ter um design agradável e que se adapte a qualquer dispositivo, além disso ele precisa ser adequado ao seu nicho de mercado, as informações devem ser claras e de fácil acesso, a conclusão da compra deve ser feita sem obstruções e distrações, o atendimento precisa ser ágil e o pós vendas deve sanar qualquer experiência insatisfatória do cliente.

Lembre-se, se a experiência do cliente for boa, ele voltará a comprar com você e recomendará a sua loja. Se a experiência for ruim, ele compartilhará ainda mais.


Agora que você conhece os 10 passos essenciais para a criação de loja virtual, ficou muito mais fácil entender a planejar a sua entrada nesse mercado, não é mesmo?!

E se precisar de uma loja que agregue toda a estrutura comentada acima, converse com a gente. Aqui na UNO trabalhamos com a criação de e-commerce que entregam a melhore experiência de compra, com tecnologia que se adequa a qualquer dispositivo, sistemas de pagamento seguros e atendimento rápido.

Para saber mais, acesse nossa página específica sobre Criação de Loja Virtual ou entre em contato, através do formulário abaixo.